Wrath of the Lich King – Impressões – Parte 1

Primeiras Impressões

Bom não sei se vocês sabem, mas sou um grande fã da Blizzard e consequentemente player do maravilhoso World of Warcraft. Semana passada finalmente arrumei uma graninha para comprar a expansão Wrath of the Lich King e babando fui na mesma hora para Northrend conhecer o continente gelado(nem tão gelado assim) e começar a levelar lá. Confesso que esperava menos dessa exp, BEM menos, me pegou de surpresa, a blizzard conseguiu fazer na minha opinião um jogo perfeito ficar ainda melhor! É impressionante, assim que chegamos de Zeppelin em Warsong Hold localizado em Borean Thundra vemos uma grande diferença das antigas cidades: VIDA. Isso mesmo Warsong Hold, na minha opinião é anos mais viva que Orgrimmar, ou até que Shatt, vemos realmente o poder da scourge lá, atacando frequentemente enquanto a defesa da horda tenta controlar a situação.

Warsong Hold

Warsong Hold

Quests

Depois da profundidade da vida e da inteligência artificial outra coisa que me agradou foram as quests de Northrend, agora estão mais dinâmicas e profundas, pra quem não costumava ler o quest log aconcelho a começar, as histórias por de trás das quests dão mais profundidade a Northrend e suas factions além de ter vários tipos diferentes de quests(quests com veículos), assim como aconteceu na Burning Crusade.Antes com o Pré-TBC, cada parte de Azeroth seguia um padrão: faça x quests de matar e coletar, depois algumas com alguns mobs únicos e uma ou duas escorting quests. Isso fazia que com o tempo ficasse boring questar e como o BC já hávia mudado muito  isso o Wotlk veio pra botar o antigo sistema de quests no lixão e mandar incinerar.

Pegando 70 em Borean Thundra

Pegando 70 em Borean Thundra

Hero Class: Death Knight

Inferno! A nova classe é um verdadeiro inferno, virou um tipo de moda ter um DK como main character, o mesmo que aconteceu com os Blood Elfs no BC. O pior é: Death Knight é uma classe relativamente “imorrivel” assim como o Paladin, são verdadeiras pragas pra matar, é o tipo de classe usada por quem não teve sucesso com nenhuma classe. Mas tirando isso é ótimo para o roleplay, e adiciona muito para quem gosta de ficar por dentro das intrigas da saga Warcraft, por haver quests apenas para DK, aonde encontramos com o Lich King diversas vezes com dialogos diretos com ele, o que é o máximo.

Lich King e meu DKLich King e meu DK

Bom como não terminei o conteúdo de Northrend – estou apenas começando – vou postando como vai o andamento dos  achievements, instances e das raids em futuros posts e se alguem joga no Warsong me whispa lá meu nick é Santhell.

Deixe um comentário

Arquivado em games, World of Warcraft

Flash Game – Snake – By Santhell

Bom, atualmente venho estudando ActionScript 2.0 e Flash e  desenvolvendo alguns jogos, como disse no post anterior vou postar aqui meus “projetos” para o vocês irem vendo.  O primeiro é o famoso joguinho Snake que era fébre na época em que o celular virou moda, como o wordpress não possui suporte para postar arquivos .swf, tive que fazer umas gambiárras o que acabou bugando o jogo, então fiz umas alterações para que o jogo rodasse certinho sem bugs. Ta simples ainda, talvez eu poste outro dia uma versão mais elaborada. Então façam seus highscores e coloquem nos comentários, lembrando que sem SS é fake 8D.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

1 comentário

Arquivado em Flash, games

Rise of the Fenix

É, como vocês leitores viram, fiquei um ano sem atualizar, estava com outro blog que acabou indo para o saco devido a um dos integrantes ter apagado todos os posts, como não queria ter que criar um blog novo resolvi continuar atualizando esse aqui. O layout tá pobrinho ainda, mas ao decorrer vou atualizando, postando e pretendo dar um rumo um pouco diferente daqui pra frente no Sedentarismo Macabro, usarei ele como uma espécie de portifólio digital, onde vou colocando meus projetos que crio na faculdade, e qualquer outra coisa relacionada a informática, vai ficar um pouco mais “Geek”! Mas é claro que não vou esquecer a antiga frase do blog que dizia: “Do metal ao video-game”. Bom é isso,  já estou preparando material pra postar.

Espero que curtam a nova fase!

Deixe um comentário

Arquivado em Comum

Hábitos

Bom, faz um tempinho que não atualizo esse espaço inutil aqui, inutil porque quem realmente lê essa bagaça é quem ja sabe o que eu iria escrever…Anyway vamos lá.

Ja faz um tempo que eu me pego a contemplar alguns hábitos e costumes que eu tenho, talvez manias. O mais idiota e sem sentido de todos é o meu hábito é brigar pra ter algumas coisas, e depois quando ganho elas, acabo passando mais tempo falando delas do que usufruindo das mesmas. Por exemplo, recentemente eu comprei um Xbox 360, eu passei o ano passado todo fissurado no aparelho, e agora eu gravo um jogo novo, jogo 15 minutos e vou pro MSN passar o resto do dia falando sobre ele, no fim eu acabo esquecendo o jogo e fazendo o mesmo com outro que eu gravo. Outro hábito tosco que eu tenho é de virar periodicamente coca-cola nos teclados, fazendo me gastar fortunas em novos, alías esse meu tem problemas de acentuação…o que me deixa parecendo um Preto-BR analfabeto. Tenho o costume também de ficar me olhando no espelho igual uma mulher, sim eu me acho bonito pra caralho mas anyway isso não justifica o fato de eu ficar me apreciando na frente do espelho por 2 horas sem parar. Tenho um costume curioso tambem, que é todos os dias tocar 5 vezes a Cliffs of Dover(acho que é assim) no GH3 no Expert por DIA, sem sacanagem, eu me sinto tão foda tocando que minha alto-estima aumenta e panz.

Tem tambem costume de outros. Por exemplo, eu tenho um amigo que abre todas as janelas de pessoas ON no MSN quando ele entra mesmo falando apenas com 1 indivíduo.Tem um da minha namorada que conseqüentemente é meu tambem que é conversar em voz de criança bem FOFUXINHOXX AXXIN, mas naquelas de brinks. Tem o costume do meu pai que é sempre mostrar todas suas habilitades artesanais para pessoas novas que chegam em sua casa.Tem o do Necro que é de responder no MSN apenas quando convem. E tem o costume de um amigo meu da escola de falar com ele e depois de minutos ele vai comentar sobre o que eu perguntei, parece que tem delay cerebral o coitado.

A caralho cansei de escrever, e o texto ta ridiculamente mal acentuado, agradeçam ao meu teclado.

1 comentário

Arquivado em amiguinhos, anime, antivirus, Blogroll, governo, guitarra, hacks, hell, hero, macabro, metal, miguxo, naruto, orkut, RBD, rhapsody, rpg, sexo, tudo, Uncategorized, virus, wii. nintendo, xox360

Resenha Chrono Trigger

Eu não sou a melhor pessoa para fazer uma resenha, mais vou tentar dar o melhor de mim já que esse RPG da Squaresoft merece, e muito.

Bom todo mundo deve conhecer Chrono Trigger né? Se não conhece trate de conhecer e zera-lo. Antes de jogar esse jogo pra valer, eu achava que todos comentários ótimos sobre ele eram toscos, achava o jogo meia boca,
e mimi de precipitação de quem não conhece o game.

Chrono Trigger foi criado por volta de 1995 pelo Dream Team da Squaresoft, composto pelo trio, Nobuo Uematsu(autor de todas aquelas musicas foderosas do game) Akira Toriyama(designer, dragon ball né!) e Hironobu Sakaguchi( o mentor de tudo). Levando em conciderasão a limitação técnica dos games na época, esse game merece levar 10 em todos quesitos. Feito originalmente para a plataforma SNES e depois de um tempo para PS1 onde foi implementado CGS animadas em desenho, muito fodas por sinal.

Tá, deu de mimimi e vamo pra porra do caralho da resenha!

Graficos:

Se você tinha autoconciencia na época do SNES vai lembrar que em 1995 os graficos do Chrono Trigger eram os melhores, os mais bem feitos, todos os detalhes feitos com atenção, sem deixar nada passar, usando todo potencial gráfico do SNES, que para época era MUITO. Os gráficos de Chrono Trigger só podem ser comparados aos do Final Fantasy VI, outro game que aproveitou o máximo do velho e bom SNES.

Aqui o game merece um 10.

Vamos agora para a parte sonora do game;

Som:

As musicas desse game e os efeitos sonoros são dignos do nome Uematsu, até hoje fãs do game lembram delas perfeitamente, e tem até os mais viciados nos temas sonoros do game(como eu) que tentam tirar as musicas em instrumentos musicais, para só assim ficar com a sensação de ter zerado mesmo o game. Quem nunca quis tocar a Frog Theme na guitarra em?

Aqui o game leva outro 10

Vamos para a parte da história;

História:

Chrono Trigger tem a história mais bem feita forever… sem aquela melação novelistica dos novos RPG’s que muitos odeiam(alías eu gosto)conseguil inovar bastante para época botando a questão da viajem no tempo, a complexidade de fazer coisas no passado por exemplo que alteram ações de NPC’s no futuro, como por exemplo a mulher que quer carne e quer compra-lá de você, mas se você da ela de graça para moça no futuro o descendente dela vai ser gentil e vai te dar a Sun Stone sem pedir nada! Eu gostei muito dessas coisas no jogo. Outro ponto forte são os personagens, quem não se lembra de Glenn o “Sapo” e Magus o mago de cabelos longos? Simplesmente algo inesquecível mesmo. Unica coisa que eu não gostei foi da porra do Lavos…cara Vilão mais sem graça forever, o bixano tem cara de taturana com dois cús, alem de nem falar nada ele suga a energia do planeta e pronto foda-se o resto, nesse ponto a square deixou a desejar, ja que sempre vão tentar comparar Lavos com Kefka por exemplo, coisa incomparável Kefka ganha de olhos fechados peidando.

Aqui o game leva um 9, por causa da merda do Lavos.

Agora vamos para o a jogabilidade;

Jogabilidade:

A jogabilidade do Chrono Trigger foi algo totalmente inovador para a época, aquelas batalhas no lugar da ação as Dual Techs e as Triple Techs, e tambem o primeiro game a ter a opção New Game +,pra quem não sabe NW+ é uma opção pra quem zera o game e quer zerar denovo, pode aproveitar tudo de como o jogo terminou, levels, itens e etc.

Bom o game ganha aqui outro 10!

Replay Value:

Chrono Trigger apesar de ser um RPG, e RPG’s não tem um Replay Value muito grande, Chrono Trigger se saiu muito bem, por ter cerca de DOZE finais, sim eu disse DOZE! Agora imagina ai, combina os 12 finais mais o New Game +… muito mais horas de gameplay, tentando descobrir os diversos finais ainda existentes, tem um até que o Glenn casa com uma descendente da Marle e ela consequentemente vira Sapo também!

Dezinho Aqui Tambem!

Juntando tudo o game merece um 9,7, já que o Lavos fez o game perder 3 décimos, mas não se engane não é porque Lavos é uma merda que não tem Vilões paralelos ótimos no jogo!

9 Comentários

Arquivado em amiguinhos, anime, antivirus, aquecimento global, brasil, cabelo, Chrono Trigger, comunidade do orkut, controles, emo, emuxo, escola, games, geleiras, governo, guitar hero II, guitarra, hacks, heavy metal, hell, hero, imagems, macabro, música, metal, miguxo, naruto, orkut, ps3, RBD, rhapsody, rpg, sexo, shows, tudo, Uncategorized, virus, wii. nintendo, xox360

Pois é, comecei a jogar CT, já tava mais do que na hora de criar vergonha na cara.

Quando zerar resenha foderosa pra vocês.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Guitar Hero II

Caras, eu sou extremamente viciado nesse jogo, meu video-game estragou esses tempos e tal, mas antes de isso acontecer e gravei um video de eu tocando Through The Fire and Flames do Dragonforce, e isso me deixa muito feliz hoje por poder ver e rever esse video, analisando minhas abilidades supremas no jogo. Como todo mundo sabe Guitar Hero 2 usa um controle- guitarra no qual você joga o jogo, dando a sensão de estar tocando mesmo, eu toco guitarra de verdade também sei como é o “feeling” do negocio. Jogar no controle-guitarra é mais fácil do que no controle, já que o controle tem o Quinto String no X ai fica foda assimilar os comandos dos outros Strings com o quinto, e eu não uso o controle guitarra, uso o controle, assim minhas são multiplicadas por dois.

Bom pra quem não conhece o jogo vo da uma breve explicação. Você é um guitarrista fodido de uma cidade aleatória ai, e com sua banda tem que tocar covers de musicas famosas pra tentar fazer a fama e ganhar patrocinio para ir longe, não é nada difícil zerar o jogo, no máximo uma hora e meia no Normal pra qualquer cara sem coordenação motora zerar o game. A graça do game não é zera-lo em si, e sim tocar as musicas em dificuldades cada vez mais difíceis bater o próprio record varias vezes e assim vai, jogar com os amigos é bastante divertido também.

Mas a grande graça do game é tu usar as gambiarras disponibilizadas na internet para editar a Iso. do jogo e colocar suas musicas favoritas. Até mesmo cria-las é possível com esses programinhas mágicos. Como usar os programinhas é assunto para um post futuro e não este, já que o propósito de eu ter escrito essa merda ai toda foi pra postar o meu vídeo hahah.

20 Comentários

Arquivado em amiguinhos, anime, antivirus, aquecimento global, brasil, cabelo, comunidade do orkut, controles, emo, emuxo, escola, games, geleiras, governo, guitar hero II, guitarra, hacks, heavy metal, hell, hero, imagems, macabro, música, metal, miguxo, naruto, orkut, ps3, RBD, rhapsody, rpg, sexo, shows, tudo, Uncategorized, virus, wii. nintendo, xox360